Privatização dos Correios: governo adianta detalhes sobre projeto de lei - Guia Ponto Novo

Ads

Clique Aqui e conheça nosso Guia Comercial

Privatização dos Correios: governo adianta detalhes sobre projeto de lei

Compartilhar


O presidente da República Jair Bolsonaro irá ao Congresso entregar PL que abre caminho para a privatização dos Correios

O Projeto de Lei dos Correios será entregue pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, ao presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, na Casa Legislativa na noite desta quarta-feira (24). A medida garante a universalização dos serviços postais e abre caminho para a privatização de uma das maiores estatais do Brasil.

De acordo com o secretário especial de Desestatização do Ministério da Economia, Diogo Mac Cord, a venda da estatal pode ocorrer por completa, em um oferecimento total ao mercado, ou dividida por regiões de atuação, tal qual o processo de privatização de telefonia no país. Há ainda uma terceira possível estratégia para a venda dos Correios: separar a empresa por unidades de negócios.

O PL, que estava desde outubro sob análise no Planalto, acaba com a imunidade tributária (isenção de impostos) da empresa e impõe o aumento dos indicadores de eficiência em entregas.
Semana reforça agenda de privatizações

A movimentação desta semana reafirma o comprometimento do governo com a pauta econômica liberal: na terça-feira (23), Bolsonaro esteve no Senado, em companhia do ministro da Economia, Paulo Guedes, para entregar outro projeto relacionado a privatizações – a proposta sobre a venda da Eletrobrás.

Os Correios têm atualmente 95 mil funcionários e um passivo de R$ 14 bilhões. A previsão é de que as análises sobre a modelagem econômica de privatização terminem no segundo semestre deste ano. Em seguida, será a vez da audiência pública e aprovação do Tribunal de Contas da União.

Com informações: Valor e Exame

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todo conteúdo dos comentários é de responsabilidade de seus autores.

Não pretendemos limitar a sua expressão de ideias, contudo não use o espaço de comentários como palanque para proselitismo político, calunioso, ideológico, religioso, difamatório, para praticar ou difundir posturas racistas, xenófobas, propagar ódio ou atacar seus desafetos. caso aconteça poderá ser removido à discrição da gestão do site.

Post Bottom Ad

Condomínio Sol Lar Chácaras em Ponto Novo
Grupo JV Empreendimentos Pindobaçu