Conheça Ponto Novo, Bahia: breve história e imagens pelo fotógrafo Romilson Almeida - Guia Ponto Novo

Ads

Clique Aqui e conheça nosso Guia Comercial

Conheça Ponto Novo, Bahia: breve história e imagens pelo fotógrafo Romilson Almeida

Compartilhar
Ponto Novo - Bahia — Fotógrafo: Romilson Almeida

Ponto Novo - Bahia — Fotógrafo: Romilson Almeida
Ponto Novo - Bahia — Fotógrafo: Romilson Almeida

O fotógrafo Romilson Almeida, usando sua habilidade e ousadia em inovar, produziu um acervo de fotografias especiais da nossa cidade, trabalho antes não visto na história de Ponto Novo. Com isso, as belíssimas imagens do fotógrafo pontonovense receberam inúmeros elogios da população local e de conterrâneos que residem longe do município e matam a saudade da sua terra de origem contemplando as imagens. 
O fotógrafo recebeu prêmios de destaque por quatro anos consecutivos na cidade. 

Cabe destacar que essas fotografias são resultados da maior parte das buscas na internet sobre a cidade e obtiveram alcance nacional, aparecendo até mesmo em quadro de programa do Sistema Brasileiro de Televisão (SBT).

O acervo é fruto de um trabalho desenvolvido por anos, em que o jovem de 25 anos dedica um tempo exclusivo do seu olhar artístico para registrar belos ângulos da cidade de Ponto Novo.


Confira um pouco da história da cidade e algumas dessas fotografias.


Ponto Novo surgiu na margem direita do Rio Itapicuru-Açu, na extremidade norte do então município de Saúde, região de Jacobina, por volta do início de 1946. Nasceu com o advento da construção de uma ponte sobre o rio, na estrada que ligaria Feira de Santana a Juazeiro, ambos na Bahia.
O número de operários nas margens do rio era um convite para os “mascates”, vendedores diversos.
Um velho senhor de nome Luciro era um deles, e se deslocava de Saúde com um jumento, levando uma carga de pães para vender. Sob o sol quente, ele achou por bem fazer um barraco de palha de ouricuri para repousar. Outros o acompanharam na empreitada. Com o calor e o descuido de alguém, uma pequena brasa incendiou todos os ranchos e o acampamento virou cinzas.

Alguém resolvera a questão construindo um barraco de barro, ou de taipa, como conhecemos. Então outros repetiram a façanha. Com o aumento de casas e o grande número de pessoas já se reunindo em volta delas, resolveram, com a devida permissão e participação dos proprietários das terras, limpar uma área para realizar o que seria a feira, ou seja, venda de produtos. Feira esta, que aconteceu num domingo, quando foi abatida a primeira rês, pelo Sr. Lafaiete Maia Freitas, à sombra de um umbuzeiro existente nas proximidades do povoado.

O povoado foi iniciado em terras da Fazenda Capim Grosso, de propriedade dos Sr. Agnelo Pereira do Amaral e Leovigildo Ferreira da Silva. Conta-se que devido à grande quantidade de tocos existentes nessa fazenda, a feira passou a ser conhecida como a Feira da Rua do Toco, tendo alguns dos primeiros comerciantes, os Senhores: Lafaiete Maia Freitas (Sr. Maroto), Ovídio Q. Gama, Pedro Mascate, Antônio Pereira, Zeca Cândido entre outros.
Admite-se, que a Rua do Toco teve ainda o nome de Várzea da Telha, denominação esta, advinda da produção de telhas na várzea pertencente hoje a Altino C. Araújo, nas proximidades do Clube Itapicuru.

A partir da década de 50, o povoado de Ponto Novo, pertencente à Saúde-BA, então distrito de Campo Formoso, tem sua população aumentada, através do processo migratório. Com a emancipação de Caldeirão Grande, torna-se distrito deste. Neste período, Já contava com sistema de eletrificação a motor. O abastecimento de água era feito através de animais ou mesmo por potes transportados do rio pelos próprios moradores.
Com o aumento progressivo da população, é manifestado o interesse dos políticos locais em tornar Ponto Novo um município. E assim, no dia 08 de janeiro de 1989, houve o PLEBISCITO, onde a população do então distrito de Ponto Novo confirmou nas urnas o desejo de ter a Independência Política. O processo de emancipação foi encaminhado a Assembleia Legislativa do Estado, e a Lei Estadual n° 4837/89, de 24 de fevereiro de 1989, que foi publicada no Diário Oficial no dia 25 de fevereiro de 1989, criou o município.
Com a emancipação, foi incorporado ao município o distrito de Barracas e o povoado de Limeira. Ponto Novo teve a sua primeira eleição em 03 de outubro de 1989, elegendo seu primeiro prefeito, o Sr. Nelson Maia.

Ponto Novo - Bahia — Fotógrafo: Romilson Almeida
Ponto Novo - Bahia — Fotógrafo: Romilson Almeida

Ponto Novo - Bahia — Fotógrafo: Romilson Almeida
Ponto Novo - Bahia — Fotógrafo: Romilson Almeida

Ponto Novo - Bahia — Fotógrafo: Romilson Almeida
Ponto Novo - Bahia — Fotógrafo: Romilson Almeida

Ponto Novo - Bahia — Fotógrafo: Romilson Almeida
Ponto Novo - Bahia — Fotógrafo: Romilson Almeida


Significado do Nome

O nome de Ponto Novo foi uma idéia dos operários da construção da ponte, que após a sua conclusão, queriam que lugarejo fosse chamado de Ponte Nova, homenagem justa, feita à nova construção. Outros alegando existir outro lugar com o mesmo nome opinaram por Ponto Novo, visto que se tratava realmente de um “ponto” novo na região.

Aniversário da Cidade: 24 de Fevereiro
Gentílico: Pontonovense

Características:

Clima: Semiárido
Temperatura Média: 30º C
Localização: Centro Norte Baiano
Limites: Filadélfia, Senhor do Bonfim, Caldeirão Grande, Saúde, Pindobaçu, Queimadas, Capim Grosso, Caém, Itiúba.
Acesso Rodoviário: BR-407
Distância da Capital: 293 km
Principal Ponto Turístico: Balneário de Ponto Novo

FORMAÇÃO ADMINISTRATIVA

Distrito criado com a denominação de Ponto Novo (ex-povoado), pela Lei Estadual n.º 628, de 31-12-1953, subordinado ao município de Saúde.
Em divisão territorial datada de 1-VII-1955, o distrito de Ponto Novo figura no município de Saúde.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VII-1960.
Pela Lei Estadual n.º 1.689 de 25-04-1962, o distrito de Ponto Novo foi transferido do município de Saúde, para constituir o novo município de Caldeirão Grande.
Em divisão territorial datada de 31-XII-1963, o distrito de Ponto Novo figura no município de Caldeirão Grande.
Município criado com a denominação de Ponto Novo, pela Lei Estadual n.º 4.837, de 24-02-1989, desmembrado de Caldeirão Grande. Constituído do distrito sede. Instalado em 01-01-1990.
Em divisão territorial datada de 1993, o município é constituído distrito sede.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

INFORMAÇÕES ÚTEIS:

PREFEITURA MUNICIPAL DE PONTO NOVO
E-mail: comunicacao@pontonovo.ba.gov.br
Telefones: (74) 3677-1585
Site: http://www.pontonovo.ba.gov.br/

Ponto Novo - Bahia — Fotógrafo: Romilson Almeida
Ponto Novo - Bahia — Fotógrafo: Romilson Almeida


Ponto Novo - Bahia — Fotógrafo: Romilson Almeida
Ponto Novo - Bahia — Fotógrafo: Romilson Almeida

Ponto Novo - Bahia — Fotógrafo: Romilson Almeida
Ponto Novo - Bahia — Fotógrafo: Romilson Almeida


Veja mais imagens seguindo o perfil no instagram @pontonovoba


Um comentário:

Todo conteúdo dos comentários é de responsabilidade de seus autores.

Não pretendemos limitar a sua expressão de ideias, contudo não use o espaço de comentários como palanque para proselitismo político, calunioso, ideológico, religioso, difamatório, para praticar ou difundir posturas racistas, xenófobas, propagar ódio ou atacar seus desafetos. caso aconteça poderá ser removido à discrição da gestão do site.

Post Bottom Ad

Condomínio Sol Lar Chácaras em Ponto Novo
Grupo JV Empreendimentos Pindobaçu