A dica de filme da vez é uma instigante obra de ficção científica; confira na coluna de Thuanne Marinho - Guia Ponto Novo

Ads

Clique Aqui e conheça nosso Guia Comercial

A dica de filme da vez é uma instigante obra de ficção científica; confira na coluna de Thuanne Marinho

Compartilhar
Por Thuanne Marinho

A dica da vez é uma ficção científica, baseado no livro, de mesmo nome, “O doador de memórias”, ou em inglês, “The Giver”, onde a autora premiada Lois Lowry, traz a ideia de mundo ideal para os seres humanos, sem dor, sem guerra, sem desigualdades ou qualquer tipo de conflito. Assim como também não há amor, desejo ou alegria verdadeira. Todos vivem numa pacata comunidade, conhecendo apenas o presente.

O passado foi “apagado”, cabendo a apenas uma pessoa carregar todo o conhecimento da história. O guardião das memórias. Com a missão de evitar o sofrimento das pessoas e, com sabedoria, dirigir seus caminhos e escolhas em momentos que possam gerar alguma dificuldade.

“Aos 12 anos, idade em que toda criança é designada à profissão que irá seguir, Jonas recebe a honra de se tornar o próximo guardião. Ele é avisado de que precisará passar por um treinamento difícil, que exigirá coragem, disciplina e muita força, mas não faz ideia de que seu mundo nunca mais será o mesmo. Orientado pelo velho Doador, Jonas descobre pouco a pouco o universo extraordinário que lhe fora roubado. Como uma névoa que vai se dissipando, a terrível realidade por trás daquela utopia começa a se revelar.

Jonas vive num mundo onde não há pobreza, crime, doença, fome, divórcio, medo nem dor. Todos têm família, saúde, emprego, educação e lazer. As pessoas são treinadas para manter seus sentimentos sob controle. As regras de conduta são invioláveis, os desejos, reprimidos, e o amor é uma palavra que não existe no vocabulário. A ordem e a paz reinam absolutas. Mas esse universo cuidadosamente construído começa a desmoronar quando Jonas completa 12 anos.”.

(Ressalva para questão da idade que é diferente no livro e no filme, mas que não há relevância para o desenrolar da obra.)

Alguns filmes nos fazem relaxar, outros sonhar, sorrir... Esse nos envolve em questões que diariamente discutimos em nossas vidas. Dúvidas que nos dividem em diversas opiniões. “O doador de memórias” te faz rever suas próprias críticas sobre a sociedade, sejam elas quais forem. E independente da crença em ideais individuais, todos nós teremos algum ponto, das nossas percepções, ou vários pontos, questionados, surpreendidos e indagados.

Entre livros e filmes, eu serei sempre do time das letrinhas impressas, e apesar de deixar a indicação dessa história em filme, sabemos que a riqueza dos livros é sempre maior. Deixo a dica da leitura, assim como da apreciação da sétima arte.

Vou deixar aqui uma instigação no ar sobre a sua percepção em relação às cores do filme e suas propostas. Volta aqui e comenta.

Guia Ponto Novo
Continue lendo mais notícias no site

www.guiapontonovo.com 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todo conteúdo dos comentários é de responsabilidade de seus autores.

Não pretendemos limitar a sua expressão de ideias, contudo não use o espaço de comentários como palanque para proselitismo político, calunioso, ideológico, religioso, difamatório, para praticar ou difundir posturas racistas, xenófobas, propagar ódio ou atacar seus desafetos. caso aconteça poderá ser removido à discrição da gestão do site.

Post Bottom Ad

Condomínio Sol Lar Chácaras em Ponto Novo
Grupo JV Empreendimentos Pindobaçu